Psicologia Comunitária

Psicologia Comunitária

A Psicologia Comunitária: Origem, métodos e fundamentos

Histórico e Fundamentos da Psicologia Comunitária

Psicologia Comunitária é empregada desde 1975, com o objectivo de se fazer uma nova Psicologia Social, a partir da preocupação com os escassos resultados sociais da Psicologia Social tradicional. (Montero, 1994)

A psicologia social surgiu para estabelecer uma ligação entre a psicologia e a sociologia, constituindo seu objecto de estudo, o comportamento dos indivíduos quando estão em interacção. A interacção social, a interdependência entre os indivíduos e o encontro social são os objectos investigados por essa área da psicologia

Através do método  científico  estuda  a  maneira  pela qual  as  pessoas  se  relacionam  e  produzem formas de pensamentos e comportamentos em um  determinado  ambiente.  Desse  modo,  o ambiente  representa uma  variável significativa  no  comportamento  dos indivíduos.

No estudo  de  Doise (2002)  existem quatro  níveis  de  análise  em psicologia  social:

No intraindividual refere-se aos processos psicológicos que são  constituídos durante  o desenvolvimento  do  indivíduo.

O nível interpessoal  enfatiza  as  relações  que  são estabelecidas pelo indivíduo na sociedade.

O nível posicional identifica a maneira pela  qual  as  pessoas  estabelecem uma  relação  no  grupo

E ideológico a maneira como as pessoas compartilham  um conjunto  de  crenças  e  normas

A Psicologia Social Tradicional se preocupava com estudos de grupos, questões específicas da conduta, o ajustamento social, as atitudes, o estereótipo, as relações interpessoais, sem vinculá-los a seus contextos históricos-culturais, enquanto base de descrição e explicação dos dados, e igualmente sem questionar o papel da ideologia e das relações de classe.

A Psicologia Comunitária firma-se como área da Psicologia Social e responde com mais especificidade:

  • A questões psicossociais decorrentes da vida comunitária
  • As acções interdisciplinares de desenvolvimento comunitário e desenvolvimento local (saúde, trabalho e renda, assistência social, acção politica, acção cultural, urbanização, organização de comunidade, planeamento social, orçamento participativo e outros)
  • À necessidade de um novo currículo em Psicologia e de uma nova formação do Psicólogo (teoria-prática-compromisso)

A Psicologia comunitária busca formas de compreender e intervir no cenário de questões psicossociais que põem em evidência o carácter de uma comunidade.

Principais Objectivos da Psicologia Comunitária

Transformação do indivíduo em sujeito

Transformar o indivíduo em sujeito no sentido de torná-lo consciente de que o cumprimento de seus deveres, lhe asseguraria seus direitos e também tenha clareza em relação ao seu papel dentro da comunidade.

Desenvolvimento da comunidade como instância activa do poder local

O desenvolvimento da comunidade como instância activa do poder local na busca da consolidação de um corpo social que lute conjuntamente pela auto sustentabilidade e crescimento da mesma.

O trabalho do psicólogo comunitário deve consistir em uma actuação que objectiva despertar consciência crítica em sujeito, ou em uma comunidade. O serviço da psicologia da comunidade é feito a partir de visitas domiciliárias, entrevistas, mapeamento da realidade comunitária do local.

Essa prática rompe com o modelo tradicional clínico e pretende estar mais próximo da situação em que o indivíduo está inserido, configurando-se um modelo de fazer de psicologia não-elitista.” (Miranda, 2012).

Existem ainda muitas falhas na prática de psicologia comunitária. Podemos relacioná-las a própria formação académica do profissional, visto que muitas vezes, falta ao formando o contacto com a prática e a vivência de experiências que o prepara para um actuação adequada nos diversos campos que ele possivelmente trabalhará.

Objecto de estudo da Psicologia Comunitária

A Psicologia Comunitária, participa do estudo  análise  e  intervém  nas  questões  psicossociais  da  comunidade ,  utilizando-se  de  técnicas  da  Psicologia  Social  e  outra  ciência do  comportamento  para  a  investigação  e  preenchimento  das  necessidades da  Saúde  Mental  da população definida pela comunidade.

O objecto de estudo são questões psicossociais decorrentes da vida comunitária.

Have no product in the cart!
0